Canal da semana: O que tem pra hoje (@oqtph)

09
nov
2012

Autor: Raphael Ferreira

Facebook | Twitter | Site


Raphael Ferreira

 
O canal em destaque dessa semana é o “O que tem pra HOJE”, feito por uma galera muito competente de São Paulo, formado por (como eles mesmos definem): “cineastas, filósofos, jornalistas, redatores, escritores e desocupados assumidos (diferente dos anteriores, que ainda relutam)”. O formato que eles exploram é o de “esquetes”, que são aqueles pequenos videos que tem “começo, meio e fim”, seguindo um roteiro. Eles cuidam do roteiro e produção, a parte “por trás das câmeras”. Na frente das câmeras contam com um elenco rotativo e, com participações de excelentes atores, muitos deles já conhecidos por seus trabalhos em tv.
 
Tive o prazer de conhecer alguns dos caras envolvidos nesse projeto, em um bar em São Paulo, depois do #YouPix, e tive aquela sensação de “amigos de infância”, sabe? Apesar de alguns deles serem mais quietos e reservados, talvez até um pouco timidos, fiquei a noite toda de papo com Paulo Leierer (diretor geral) e com o Jean Di Barros (roteirista chefe) e virei muito fã dos caras, como pessoas mesmo. Também conheci, do grupo: Giuliano Rossi e Pedro Brito, mas esses eram os que eu citei como “quietos e reservados, talvez até um pouco timidos”. Naquela altura, confesso, eu ainda não conhecia o trabalho deles, não tinha visto nenhum video, mas, tão logo eu voltei pra minha casa (na época eu ainda morava em MG), eu parei pra assistir alguns videos e virei fã não só dos caras, mas do trabalho deles também.

Tudo bem que hoje em dia, principalmente para conteúdo produzido para o YouTube, a qualidade de roteiro, cenário e interpretação não é lá tão importante, mas é bom deixar registrado que o trabalho do “O que tem pra HOJE” é bastante profissional em TODOS os detalhes. Roteiro, cenário, locação, iluminação, atores, tudo mesmo. Como comentei com o amigo Raphael Máximo (do blog desordempublica) uma vez, é um trabalho profissional demais pra estar só no YouTube. Mas acho que é só questão de tempo mesmo pra colocarem os caras na tv. Pode confiar.
 

 
Até o momento, o canal “O que tem pra HOJE” tem 21 videos publicados. Foi criado em Agosto de 2011, ainda é pouco reconhecido (o que chega a ser um tremendo absurdo) e está próximo da marca de 800 mil visualizações, com pouco mais de 10 mil inscritos. Não se apegue aos números, se eles tivessem mais apoio de blogs (especialmente de blogs grandes, que não é o caso do meu, infelizmente, eu sou pequeno), eles poderiam chegar a números 10x maiores tranquilamente, e seria muito merecido. Não acredita em mim? Ficou na dúvida? Então vou deixar vocês com 6 videos que selecionei deles:
 

A DÚVIDA

 
TESTE PSICOTÉCNICO

 
TERMINANDO A RELAÇÃO

 
PORTEIRO ADAMASTOR

 
JORNAL DO POLITICAMENTE CORRETO

 
TERAPIA

 
E agora vocês me dizem, eu estava exagerando ou tinha razão quando disse que eles eram muito bons?
 
Siga eles no twitter (@oqtph e aproveite também pra se inscrever no canal do YouTube assim você fica sabendo na hora quando tiver video novo. Ah! E veja o site deles também: oquetemprahoje.tv
 
Espero que tenham gostado da escolha dessa semana. Lembrando que agora, toda sexta-feira recomendaremos um canal do youtube e falaremos mais sobre seu criador. Deixe suas recomendações e pedidos nos comentários. Gostou do post? Clique em “curtir” e “tweet” aí embaixo pra que seus amigos também vejam. ;)
 
PS: Quando conheci os caras, ganhei inclusive um livro autografado do Jean Di Barros (livro que ele mesmo escreveu, evidente!), chamado “O Rabo do Cachorro – uma ventura pop cinco estrelas”, que é um romance, que mescla drama e comédia, baseado em suas próprias experiências (eu acho), de linguagem simples e envolvente, daqueles que você se identifica e se prende na leitura, criando quase que uma necessidade em terminar de ler tudo em um ou dois dias. Recomendo muito que todos leiam, especialmente o pessoal da minha geração que tá chegando (ou já passou) da casa dos 30 anos.
 
PS2: Desde o #YouPix até hoje, a minha vida estava corrida quase como “uma aventura da sessão da tarde”, e eu estava me metendo “em altas confusões”, incluindo nisso, sair de MG (onde morei a vida inteira) e mudar para Curitiba, Paraná, não me adaptar, ficar só 4 meses, daí mudar para o litoral de SC, em Itapema, onde moro agora, estou muito feliz e começando a colocar minha vida no lugar. Até por conta disso, não tive como manter muito contato com eles, mas farei questão de manter contato a partir de agora, ajudar no que eu puder, dar espaço pra divulgação do trabalho deles e dar continuidade ao papo de bar que começamos em São Paulo.

Autor: Raphael Ferreira

Facebook | Twitter | Site



Participe! Deixe seu comentário abaixo: