Clássicos: “O iluminado” (1980)

31
jul
2012

Autor: Raphael Ferreira

Facebook | Twitter | Site


Raphael Ferreira

 
“O iluminado” (The Shining) é um filme de 1980, um dos maiores clássicos do suspense/terror de todos os tempos. Baseado no livro homônimo de Stephen King, o filme foi dirigido por Stanley Kubrick e tem Jack Nicholson como protagonista.
 
Para muitos, é o segundo melhor filme de Stanley Kubrick e, assim como “2001: Uma Odisséia no Espaço” (2001: A Space Odissey) e “Laranja Mecânica” (A Clockwork Orange), deu muito prestigio ao diretor e a todo elenco envolvido.
 
Quanto ao livro que deu origem ao filme, é importante dizer: também foi o livro que consolidou a carreira de escritor de Stephen King, que hoje é reconhecido como um dos mais notáveis escritores de contos de horror fantástico e ficção de sua geração. Foi seu terceiro livro, mas o primeiro best-seller. Embora seu talento se destaque na literatura de terror/horror, escreveu algumas obras de qualidade reconhecida fora desse gênero e cuja popularidade aumentou ao serem levadas ao cinema, como nos filmes “Conta comigo”, “Um sonho de liberdade” (contos retirados do livro “As Quatro Estações”), “Christine”, “Eclipse total”, “Lembranças de um verão” e “À Espera de um Milagre”.

 

 
ENREDO DO FILME
Jack Torrance (Jack Nicholson) é um aspirante a escritor que, buscando inspiração para escrever, aceita o emprego de vigia em um hotel no Colorado durante o inverno (periodo em que o hotel fica fechado) e vai para lá com sua esposa Wendy (Shelley Duvall) e seu filho Danny (Danny Lloyd). Porém, o contínuo isolamento começa a lhe causar problemas mentais sérios e ele vai se tornado cada vez mais agressivo e perigoso, ao mesmo tempo que seu filho passa a ter visões de acontecimentos ocorridos no passado, que também foram causados pelo isolamento excessivo.
 
O filme aborda assuntos como reencarnação, predestinação e previsão do futuro, obra que caracteriza a criatividade do seu diretor, refletida em cenas mundialmente conhecidas até por pessoas que não viram o filme. A cena em que aparecem as irmãs (8 e 10 anos) assassinadas foi considerada uma das cenas mais aterrorizantes da história do cinema.
 

 
CURIOSIDADES
- Stephen King escreveu o livro depois de ficar hospedado no “The Stanley Hotel” (o mesmo hotel utilizado para gravar o filme), e se inspirou em histórias contadas por hóspedes e funcionários sobre manifestações de espíritos e outros acontecimentos que aconteceram por lá. Ele ficou hospedado no quarto 217 (o mesmo que ele colocou posteriormente no livro), onde presenciou situações como postas de armário abrindo e fechando sozinhas, além de vozes.

- Os clipes da músicas “The Kill” (da banda “30 Seconds to Mars”) e “Spit it Out” (da banda) “Slipknot” foram inspirados no filme;

- Quando ainda estava em busca de um novo projeto para o cinema, Stanley Kubrick pesquisou vários livros até achar um que o interessasse. Foi quando, ao pesquisar nos livros que estavam em seu próprio escritório, ele encontrou “The Shining”, de Stephen King, resolveu lê-lo e, posteriormente, transformá-lo em filme.

- Jack Nicholson afirma que nunca mais conseguiu livrar-se dos trejeitos do personagem.
 

 
- No livro “The Shining” o apartamento onde o filme se desenrolava era o de número 217. Atendendo a um pedido do dono do hotel onde “O Iluminado” foi filmado, que temia que as pessoas não alugassem o quarto 217 por causa do filme, o número do apartamento foi alterado para 237, inexistente no hotel em que o filme fora rodado.

- De acordo com membros da produção, Stanley Kubrick rodou nada mais nada menos do que 127 vezes uma mesma cena com a atriz Shelley Duvall, até que ela ficasse do jeito como o diretor queria. Não disseram qual cena foi, mas a suspeita é que fosse a cena da fuga.

- Durante o making of de “O Iluminado” era comum o diretor ligar de madrugada para o escritor Stephen King e fazer-lhe perguntas do tipo “Você acreditava em Deus?”.

- Sempre que o personagem Jack Torrance falava com um “fantasma” no filme havia um espelho em cena.

- Originalmente, O Iluminado tinha 146 minutos, tendo sido posteriormente editado para 142 minutos.

- Foi refilmado para a TV americana em 1997, com o mesmo nome do filme, tendo sido estrelado por Rebecca De Mornay e Steven Weber.
 

 
MINHAS CONSIDERAÇÕES
“O iluminado” está no meu “top 10″ dos melhores filmes que eu já assisti. É de fato um clássico. É o tipo de filme que toda pessoa da face da terra tinha obrigação de assistir pelo menos uma vez, só pra “viver aquela experiência” e poder conversar sobre isso.
 
É um filme que eu recomendo, mas recomendo MUITO! Se você nunca assistiu, assista. Se já assistiu, aproveite pra assistir de novo. Confira o trailer legendado do filme (infelizmente não encontrei legendado ou dublado):
 

Autor: Raphael Ferreira

Facebook | Twitter | Site



Participe! Deixe seu comentário abaixo: