Clássicos: “Quero ser grande” (1988)

24
jul
2012

Autor: Raphael Ferreira

Facebook | Twitter | Site


Raphael Ferreira

 
“Quero ser grande” (Big) é um filme de 1988, responsável pela primeira indicação de Tom Hanks ao Oscar de melhor ator. É dirigido por Penny Marshall e foi um dos filmes de maior sucesso de sua época, especialmente no sucesso comercial, atingindo 100 milhões de dólares de receita (hoje esse valor é bastante comum para produções de hollywood, mas em 1988, era um valor bastante expressivo). Foi com toda certeza um divisor de águas na carreira de Tom Hanks.
 

 
ENREDO
Após ser humilhado por uma colega de escola que não queria namorar garotos mais novos, Josh (Tom Hanks) vai a uma máquina de desejos de um parque de diversões itinerante e pede para ser “grande”. No dia seguinte, surpreendentemente, ele se vê transformado em um adulto de 30 anos. Ao tentar contar a verdade para sua mãe, ela o expulsa de casa achando se tratar de um invasor.
 
Josh convence seu melhor amigo, Billy Kopecki, de sua identidade ao cantar uma “canção secreta” que apenas eles dois conheciam. Com a ajuda de Billy, ele aluga um apartamento em Manhattan e consegue um emprego numa empresa de brinquedos, a MacMillan Toy Company.

 

 
Uma das cenas mais memoravéis do filme (e uma das cenas mais lembradas do cinema de todos os tempos) ocorre entre Tom Hanks e Robert Loggia (que interpreta o dono da companhia de brinquedos). Os dois se encontram numa loja de brinquedos FAO Schwarz e Josh o impressiona por seu entusiasmo. Os dois acabam realizando um dueto num teclado eletrônico gigante, onde tocam “Chopsticks” e “Heart & Soul”. Veja a cena no video abaixo:
 

 
Isso rende a Josh o emprego de seus sonhos: Passar o dia inteiro testando brinquedos – e ser pago por isso.
 

 
Contar mais do que isso seria tirar toda a graça do filme, por isso, recomendo que você assista logo que tiver oportunidade. Foi e ainda é um dos maiores clássicos do cinema, que marcou a infância de muita gente, especialmente o da minha geração, o pessoal da década de 80, que é da mesma época do filme, mas que é visto e adorado até hoje, independente de idade e geração. Acredite em mim.
 
Confira o trailer legendado do filme:

 
CURIOSIDADES
- O diretor inicialmente encarregado de levar “Quero ser grande” às telas de cinema seria Steven Spielberg, que pretendia escalar Harrison Ford (sim, o Indiana Jones) para o papel principal.
- Este é o 1º de 2 filmes em que a diretora Penny Marshall e o ator Tom Hanks trabalharam juntos. O outro trabalho foi “Uma equipe muito especial” (1992).
- Para que Tom Hanks tivesse a exata noção de como deveria se comportar um garoto de 12 anos na pele de um adulto, a diretora Penny Marshall inicialmente gravou todas as cenas de Hanks com o ator David Moscow (que interpreta Josh aos 12 anos) em seu lugar. Com isso, Hanks procurou apenas copiar o modo de agir de Moscow ao interpretar seu personagem.

- Barry Sonnenfeld, diretor de “Homens de Preto” e “As loucas aventuras de James West”, foi o diretor de fotografia do filme.

Autor: Raphael Ferreira

Facebook | Twitter | Site



Participe! Deixe seu comentário abaixo: