Como funciona: Lightstick (pulseira de neon)

27
dez
2011

Autor: Alex Silva

Facebook | Twitter


Alex Silva

Durante a adolescência passamos por muitas coisas, e uma delas é ir pela primeira vez a uma balada.
(Para saber como se comportar numa balada, leia esse texto do meu colega Alexandre Castro)
 

 
Certamente a quantidade de gente chama atenção e, quem não está acostumado com som alto recomendo que não passe da porta principal. Mas no meio da bagunça toda, algo que atrai os olhares são as pulseirinhas de neon que dão aquele charme à festa. E para quem nunca as viu antes ou, viu através de vídeos do grupo Black Eyed Peas mas nunca teve a oportunidade de tê-las em seus pulsos, saiba que elas se tornam muito bacanas; como um brinquedo novo nas mãos de uma criança. Mas você sabe como funcionam esses acessórios cujas cores variam muito? Explicação FISICALISTA a seguir! (risos)
 

 
Esses acessórios (ou “lightstick”) nada mais são do que bastões plásticos contendo duas substâncias em seu interior. Porém você já deve ter percebido que, durante o dobrar do lightstick, o mesmo emite um “estalo” bem característico. Trata-se de uma ampola de vidro que contem uma das duas substâncias resultantes da emanação da luz.
 
Quando dobramos o bastão, em seu interior, as ampolas de vidro se quebram e liberam a substancia. ~ São elas, respectivamente, água oxigenada e luminol. A partir da mistura da água oxigenada e do luminol, ocorre o que é chamado de quimiluminescência (mas que nome complicado…), que é a oxigenação do luminol. Aí há a emissão da luz. A cor de cada pulseira não depende do seu invólucro, mas do corante que é aplicado durante a criação.
 
Pronto! Vocês acabaram de aprender como funciona! =)
 
Fonte: HowStuffWorks
 
E-mail (dúvidas, sugestões, críticas): alex@ahtabom.com.br

Autor: Alex Silva

Facebook | Twitter



Participe! Deixe seu comentário abaixo: