Entenda as razões da “repulsa de carinhos pós-sexo”

17
fev
2012

Autor: Juliana Desian

Facebook | Twitter | Site


Juliana Desian

A noite foi maravilhosa, e é claro que você, solteiro decidido, gosta daquela garota! Mas, por algum motivo, você não tem vontade de conversar com ela, de fazer carinho, e até dormir de conchinha parece sufocante! Já para a solteira romântica e interessada, tudo o que ela quer é um rapaz atencioso depois do sexo, isso faz com que ela se sinta especial e menos objeto. Mas se o cara trata ela como se não fosse nada depois daquela noite ardente, ele só pode ser um insensível que está a usando, concorda? Reveja seus conceitos, pois a coisa não é bem por aí!
 

 
Um estudo feito pela Universidade de Albright, no estado americano da Pensilvânia, constatou que existe uma razão forte para que os homens tenham uma certa “repulsa” por carinhos após o sexo e para que as mulheres fiquem tão frágeis com tal “repulsa”.

Todos nós trazemos “memórias genéticas” em nosso DNA, o que significa que ainda fazemos coisas por puro instinto, irracionalmente. É natural do homem essa característica - apesar de haver uma tendência a ser extinta - de não querer ter qualquer contato maior com a parceira depois do sexo. Isso porque o instinto masculino é o de fazer sexo apenas para a reprodução. O homem primitivo, provavelmente, fazia sexo e depois descansava, ou para voltar a fazer sexo depois de algum tempo – e aproveitar o momento fértil da mulher – ou para realmente selar aquela parceria “reprodutora”.
 

 
Com a evolução, criamos esse código amoroso de nos apaixonarmos, mas tudo faz parte de um processo químico que tem a finalidade única da reprodução. O homem, portanto, se afasta da mulher depois do sexo em um gesto maquinal, ele não percebe que essa atitude pode estar magoando a companheira.
 

Já as mulheres também têm um motivo maior em querer carinho depois do sexo – e não por apenas serem meigas. As mulheres possuem uma grande necessidade em sentir o quanto o parceiro será um bom pai, e a melhor forma de averiguar isso é como se comporta depois do sexo. Se for carinhoso, é sinal que será também um pai carinhoso e presente. Mas não pensem que é tudo premeditado: a mulher também age assim por puro instinto, na maioria das vezes nem mesmo quer ter um filho, mas sua memória genética a faz selecionar o futuro pai de suas crianças automaticamente.
 
Simples, né? Então cliquem em “curtir” aqui embaixo para dividir essas informações.

Autor: Juliana Desian

Facebook | Twitter | Site



Participe! Deixe seu comentário abaixo: