Linha do tempo: o que mudou de lá para cá?

30
ago
2011

Autor: Alex Silva

Facebook | Twitter


Alex Silva

Filmes, jogos, brincadeiras, modo de se vestir, e muitas outras coisas. Tudo isso muda com o tempo, mas é quando comparamos a nossa vida com aquela que os nossos pais e avós tinham é que realmente temos idéia das diferenças – absurdas, só para ressaltar.
 
Alguma vez você já perguntou ao seu pai ou sua mãe “vocês se vestiam assim mesmo?”, ao ver uma propaganda dos anos 70 e/ou 80, vale 90, também? Pois, eu já fiz essa mesma pergunta mais vezes do que aquela sua vizinha feia e pavorosa te deu “oportunidades” para agarrá-la. Imagine só.
 

 
Mas, as respostas eram as mesmas, “Naquela época era moda”. Moda? Homens usavam calças com bainhas acima do tornozelo e cabelos, na maioria das vezes, lambidos, enquanto as mulheres colocavam o cós da calça acima da própria cintura (quase chegando ao umbigo) e desfilavam com seus cabelos “black-powers”, que hoje fariam qualquer outra ter um infarto.

A @saguille (nossa primeira dama) em uma de suas matérias falou sobre todo um processo no salão de beleza. Acredito que durante a década de 70/80 as mulheres não faziam “todo esse processo”. Em teoria, acho que sairia correndo, e nem para trás olharia, caso uma dessas mulheres aparecessem na minha frente… “Paquitas do rubro”, esse sim seria um apelido mais do que perfeito.
 

 
Mas a “linha do tempo” não se aplica apenas aos homens e mulheres. Jogos, também, evoluíram e muito. Todo mundo já jogou “Sonic”, seja homem ou mulher, não adiante mentir. Mas se nunca jogou não sabe o que é ter uma infância. O mesmo serve para Super Mario Bros, Street Fight, PACMAN e óbvio, ASTERÓIDES. Este último não é da minha época (aliás, nenhum é), mas meu pai falava tanto nesse game – e que ele jogava muito – que eu acabei cedendo à curiosidade e abri na Internet para jogar. E é legal. Você, pirralho de 10 anos e, futuro-marmanjo de 17 anos como eu, deveria buscar e experimentar.
 
Tudo evoluiu muito rápido. Hoje não se vê nenhuma criança jogando futebol na frente de casa como na minha época (sempre quis dizer isso), ou brincando de “pega-pega”, “pique-esconde”, “polícia e ladrão”, ou, muito menos, empinando “pipa” (ou “arraia”, como é chamada em algumas regiões do Brasil, como em SP). É mais fácil ver um pirralho jogando vídeo-game no PlayStation 2 (ou 3, caso ele seja sortudo), do que fazendo alguma das opções que citei acima. E olha que láááá na “era arcaica” era Super Nitendo (eu tinha um uhuu!), Atari 5200 e por aí vai.
 

 
“A evolução” – soa até como título para enredo de filme de zumbi – atingiu, também, as atitudes de jovens. A moda hoje em dia é ser diferente. Usar óculos com lentes grandes (mas sem grau, cuidado), calças apertadas (não muito, senão vira membro do Restart, ou, vai mais além, Jonas Brothers), camisas quadriculadas e abusar bastante das variações e cores, sem contar o penteado. O que hoje chamados de “balada”, naquela época era chamada de “discoteca”. Ou seja, não é novidade que o mundo mudou. Mas você precisa colocar isso na sua cabeça e se adaptar a ele, total ou parcialmente, a escolha é sua.

Autor: Alex Silva

Facebook | Twitter



Participe! Deixe seu comentário abaixo: